sexta-feira, 24 de maio de 2019

Estudando inglês sozinha


Estudar inglês por vontade própria nem sempre é tão rápido, mas ajuda muito se você tiver foco e se dedicar. O que mais me atrapalha é não estar em uma sala de aula, porque estudando em casa eu acabo perdendo o foco  rápido e em um curso eu saberia que só tenho aquelas poucas horas e focaria em absorver o máximo possível. Bom, até eu fazer um curso de inglês eu já quero ter uma base. Não digo que sou leiga porque já entendo um  pouco de inglês e já consigo falar e formar algumas frases em inglês. Tudo isso poderia ter sido  acerelado se eu tivesse reforçado os detalhes que me deram aceleramento no aprendizado. Então separei hoje muitas dicas que deram muito certo pra mim e algumas que me parecem muito boas e vou testar. Então esse post vai ser para mim e para vocês. Prometo que você nunca  leu igual. Vamos dividir dicas?


♥ Carregue com você uma caderneta

Nem sempre dá para carregar um dicionário também, mas uma cadernetinha sim! A idéia é ir anotando palavras que você quer aprender. Viu algo  e não sabe dizer em inglês? Anota e pesquisa em casa. Em qualquer lugar pode surgir dúvida. Vale também o bloco de notas do celular, desde que você não esqueça a notinha no meio das outras. Hoje também é fácil ter app tradutor no celular, mas recomendo pesquisar depois, com tempo.

♥ Cole post its com expressões e nomes para você




Você não vai  virar a louca dos post its, mas pode usá-los como aliados! Sabe expressões  do dia a dia como "What's up?" (E aí?), "Oh Right!" (Certo!), "This okay" (Está tudo bem)? Podem serem úteis para você aprender coisas comuns lá fora. Expressões curtas, vale até um "Good morning!" (Bom dia)  ou até mesmo colar o nome de um determinado  objeto da casa funcionam muito bem para associar a imagem à palavra! Seu cérebro vai começar a se familiarizar com esses frases e vai ficando mais natural ;) Cola um bom dia no espelho do banheiro, um sorria no espelho do quarto...

♥ Assista filmes e séries legendados

Essa dica você já  leu por aí  sim e é a melhor do mundo! Eu só assisto dublado se não houver a opção legendado. Eu detesto não ouvir a voz do ator/atriz de verdade. Detesto como soa a voz da maioria dos dubladores (por ser muito diferente da voz original). Mas como tempo percebi o quanto isso ajudou o meu inglês. Ouvir como se fala as expressões, "pegar" a pronúncia certa é ótimo para quem quer um dia entender americanos de verdade (ao vivo!). Hoje eu já consigo entender algumas expressões e pequenas frases em inglês mesmo longe da televisão (aquele momento que você vai na cozinha buscar água...)
O dia mais feliz foi quando cortaram a legenda de "A Hospedeira" de repente e minha irmã disse:"O que  ela disse?" e eu pude responder "Sua irmã  já deixou de cumprir alguma promessa que fez?". Depois eu fui ver na internet se tinha acertado e vibrei! Entendi certinho :D

♥ Pense nas respostas em inglês

Eu gosto de fazer isso para treinar até o pensamento, porque treinar inglês conscientemente é bom, mais quando você treina inconscientemente (no automático) é melhor ainda! A tática é simples: pensar que resposta seria sua em inglês para  determinada situação. Crie histórias, não tenha vergonha! Pense como agiria e iria se expressar com certas perguntas no dia a dia mesmo, tudo dentro da sua cabeça. No pensamento. De pensar inglês para falar inglês é um pulo.

♥ Traduza músicas e pequenos textos

A gente tem mania de cantar músicas que não sabe,rs Mas algo bem simples é pegar as suas músicas preferidas e imprimir ou copiar a  letra e tentar traduzir pro português. Depois pega a tradução já pronta e correta e vê o que deu para conseguir,haha No começo vão ser só algumas palavras, mas calma! Depois já vão ser pequenas frases, parágrafos e quando você ver, já tá entendendo e cantando certinho. O  lance é a paciência e a dedicação diária.

♥ Escute a pronúncia

As vezes você até sabe escrever inglês, mas na hora de falar é complicado. Depende de pessoa para pessoa. O  fato é que você precisa falar inglês direito para que lhe entendam. É fato. O melhor jeito  é escutar a pronúncia. Há dicionários online e apps que disponibilizam essa opção de ouvir a palavra ou frase em inglês por meio de aúdio. Há também sempre o Google Tradutor para te ajudar. O importante é repetir várias vezes e pode também anotar como se escreve: Ex:Hello Sunshine (palavra original) - "Helou Sanshine" (como entendemos). Tenha uma matéria no caderno para isso. Músicas também ajudam, principalmente as mais lentas e calmas, mas...

♥ Se permita errar cantando

Nem sempre a  gente vai acertar de cara. Primeiro é sempre bom escutar umas três vezes só a voz do cantor, depois comece a cantar junto e tudo bem se você errar. É errando que se aprende. Divirta-se!

♥ Baixe vídeos em aúdio

Assim como nem sempre dá para entrar no Youtube e assistir uma vídeo aula, a  dica é baixar em aúdio o vídeo e jogar no MP3 do seu smatphone. Sempre que dê, no ônibus ou em filas de espera, por exemplo, vá escutando e assim dá para aprender sempre mais um pouquinho!

♥ Tente descrever as situações em inglês

Ok, parece loucura ,mas não é! Uma das maiores dicas que eu poderia te dar se você quer um dia entender e falar bem inglês é ir tentando descrever as situações do dia a dia em inglês. Lógico que você já precisa entender um pouquinho das palavras, mas aí quando você ver por exemplo, um  cara abrindo uma porta para uma garota, já vá descrevendo em mente "He opened the door for ser".

♥ Compre livros de apoio e imprima aulas

Essa vale até para quem estuda em um cursinho presencial. Exite dezenas de livros de apoio para quem está estudando inglês. Livros de gramática, com dicas, textos e eles valem à pena sim, se bem escolhidos. É um dinheiro bem empregado, mais  nada vale deixá-los de lado ,tem se dedicar as leituras de apoio também. Dá para imprimir várias dicas em sites também. E se você quiser treinar o que já sabe, há livros (desses normais que a gente ama) com um nível fácil para você já ir tentando entender a história :) Procure livros com histórias simples, um inglês leve e iniciante e compre a versão original. Têm um post antiguinho da Melina Souza com dicas para começar a ler livros em inglês que ainda acho super útil! O livro "Eleanor & Park" da Rainbow Rowell por exemplo é de nível fácil para que está iniciando :)

♥ Aprenda pelo menos 3 palavras novas por semana e forme 3 frases com elas

Um dicionário pode ser seu melhor amigo :) Estude ele pelo menos 15 minutos por semana e tente aprender de verdade três palavras novas. Depois forme três frases com essas palavras. No  começo vale olhar no dicionário como formar essas frases.

♥ Faça pesquisas em inglês

Pinterest, Flickr, Google, Aliexpress... redes sociais e campos de busca que aceitam pesquisas em outras línguas são ótimos para treinar sei inglês. Em vez de procurar tudo em português se arrisque em inglês sempre que dê :)

♥ Tenha um caderno de matérias fofo para seus estudos



Estimular o cérebro visualmente te dá mais ânimo para sentar e estudar. Caderno fofo = ânimo. Simples e eficaz!hehe

♥ Use app's!


Além de baixar tradutores e dicionários, eu recomendo demais ter aplicativos que te ajudem a treinar  inglês! Um dos mais legais para quem tem um tempinho é o Tandem! Ele é um aplicativo de intercâmbio. Eu explico: Nele você ensina português para alguém estrangeiro que esteja querendo aprender e essa pessoa te ensina a língua dela! Um amigo me apresentou esse aplicativo e disse que fez amizades e aprendeu muito! Achei massa! Outro que parece simples mas funciona super bem é o Duolingo. Nele você aprende palavras e faz lições. Acho ele bem legal! Fora que têm Duolingo em várias línguas! Dá pra aprender espanhol, italiano, francês... De dicionário indico o Linguee, dentro de qualquer site você selecionando uma palavra terá através do aplicativo, a tradução. Ele é mais completo do que consegui explorar e conseguentemente explicar à vocês até agora. Mas vale muito instalar ele! Outro muito bacana é o Aba English! Ele também treina seu inglês e vai te ajudar a estudar :)

♥ Tire um tempo real para estudar com qualidade e dedicação


Todas essas dicas são ótimas e válidas, mas você precisa tirar um tempo por dia ou por semana para estudar inglês! Sentar, desligar celular e prestar atenção pra valer. Mesmo que por meia hora.

♥ Não tenha medo de crescer aos poucos

A última dica é a mais legal. Não tenha medo de crescer um pouco todo dia. É devagar (mais com determinação) que se vai longe. Antes bem feito do que rabugento. Sei que a vontade de fazer um curso é enorme e a gente pensa que o tempo que levaremos para aprendermos sozinhos será enorme e não vale à pena, mas o tempo vai passar de qualquer forma, você estando parado ou tentando! Não tenha medo de crescer lentamente, tenha medo é de ficar parado.



Espero que essas dicas ajudem! Até o próximo post -^^-
Com amor,
Layni

domingo, 6 de janeiro de 2019

Recife Veg:Guia de Lugares com opções vegetarianas e veganas em Recife e Olinda (para comer e comprar)

 Esse guia começou como uma lista para uma amiga vegana de Fortaleza (oi Liv!) que vinha à Recife e eu não queria que ela passasse fome aqui, rs Acabou que ela foi embora ( minha bb volta mês que vêm! <3) e a lista não parou de crescer. Até que eu resolvi ampliar e transformar essa lista em um Guia o mais completo que eu conseguisse, para uso próprio mesmo. Separei por categorias, adicionei empórios e lojas, profissionais de saúde, delivers...Levou cerca de um ano para ela ficar pronta, e vai continuar em atualização sempre que eu encontrar um lugar legal para indicar. Aproveitem beeem a lista, sério, ela tá muito massa. E compartilhem esse link do post! Joguem nas redes sociais, mandem para os amigos, pra que vêm passar férias ou passear por aqui, mas por favor, dêem os créditos. Deu um trabalhão organizar tudo.

Ah, antes eu só quero acrescentar que aqui têm lugares que só comercializam comidas e produtos vegetarianos/veganos e lugares que comercializam e têm opções de comidas/produtos vegetarianos/veganos e com carne também. Mas eu sinalizei quando os estabelecimentos são totalmente veganos. Achei justo colocar aqueles que não são, mas têm alguma opção. Muitos locais daqui de Recife estão incluindo em seus cardápios algumas ou várias opções de pratos vegetarianos/veganos e até mesmo criando cardápios só com essas opções. Acho super válido e apoio sim! Vamos fazer esse tipo de atitude crescer :)

Tentei contato com alguns estabelecimentos enviando um pequeno questionário, mas apenas uns dois responderam e chegou uma hora que o Facebook me deu um tipo de block por tanta mensagem imbox. Então juntei tudo de informações que consegui para vocês terem uma base, okay?

Agora tudo esclarecido,escolha seu próximo lugar para ir!

Almoço e Sobremesa


*Cozinha Divina
Av.Sigismundo Golçalves,379 - Varadouro,Olinda
3439-8437 | Seg.-         * 11h00 às 14h00
ou Rua Joaquim Xavier de Andrade,104 - Poço da Panela,Recife
3439 - 8437 / 9 9790 - 8175 | Seg.- Sex. * 11h00 às 15h00

Oferece diariamente duas opções que dificilmente se repetem. O valor de cada prato é de R$18,00. Também há delivery para a Zona Norte, Centro e Olinda.


*O Vegetariano
Rua Conde D'Eu,118 - Boa Vista,Recife
3423 - 3638 | Seg.-Sex. * 11h30 às 14h00 / Sáb. - Dom. * 11h30 às 14h30

Com bufê totalmente vegano e estilo self service. O local também funciona como empório e comercializa pães, bolos, biscoitos e outros alimentos. Buffet R$38,89 o Kg.


terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Fé: O que precisamos entender sobre o medo

      

  Jesus mandou os discípulos entrarem no barco e irem. Eles já tinham a ordem dada por Jesus. E a Bíblia diz que "naquele momento o barco já estava no meio do lago porque o vento soprava contra ele" (Mateus 14.22-24).
Com a ordem de Jesus, eles (os discípulos) obedeceram e foram. Foram firmes, mesmo com o vento, chegando no meio do caminho. Mas então veio uma ventania que certamente sacudia o barco e isso provocou pavor (!) em quem estava ali, envolvido naquela situação. Repare que a Bíblia tem o cuidado de dizer que o barco já estava no meio do caminho.
A Bíblia continua dizendo que já de madrugada, ou seja, horas depois, Jesus foi socorrê-los. Eles gritavam de medo! Jesus dizia:"Coragem! Sou eu! Não tenham medo!" E ainda assim, duvidando, Pedro pediu uma prova para crêr.

Isso tudo se parece tanto com os dias de hoje. A gente também faz isso! Temos na Bíblia as ordens de Jesus, começamos a crêr, pegamos aquele impulso de fé e vamos remando com força, com ânimo! Aí o diabo vê que estamos determinados e perto de chegar no outro lado, no nosso alvo e ele começa a soprar. Aí vem todo aquele peso das coisas dando errado pra nós. A gente começa a achar que Jesus não está mais ali, que a presença dEle é um fantasma e deixamos o medo e o pavor tomar conta.
Mas Jesus não trabalha com a dúvida, Ele trabalha com a fé! Na hora que sentimos o medo de falhar, de cair, de dar errado, paramos de crêr naquela primeira palavra de Deus que nos motivou a buscar e Jesus passa a andar de lado do barco, fora dele. E é quando a dificuldade me remar, em continuar, fica difícil, que lembramos no desespero, de Jesus. Levamos um tempo até "cair a ficha" de que se a promessa é dEle, o direito é nosso, então temos que clamar.
Nunca duvide ou mesmo tendo começado a andar sobre as águas (os problemas, as dificuldades) você vai começar a afundar. O medo das ações do inimigo faz isso com a gente.

" Pedro saiu do barco e começou a andar em cima da água, em direção a Jesus. Porém, quando sentiu a força do vento, ficou com medo e começou a afundar. Então gritou:
- Socorro, Senhor!
Imediatamente Jesus estendeu a mão, segurou Pedro e disse:
- Como é pequena a sua fé! Porque você duvidou?
 Então os dois subiram no barco, e o vento se acalmou."
                                                                          MATEUS 14.29-32

Então agora sabemos que o medo afunda a fé. Por isso não devemos demorar nem por um segundo a clamar por Jesus, porque Ele vêm imediatamente para nos socorrer e com Jesus verdadeiramente no barco, o vento se acalma.

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Resgatando partes de mim ❤


 Eu era bem atlética na época do colégio, até 2009 eu não parava e eu simplesmente AMAVA isso! Nunca me dediquei a um único esporte, mas treinava de tudo que me era apresentado nas aulas de educação física. Fui esfriando, mas lembro que no último ano eu já passava mal nas aulas. Em 2014 descobri a PVM. Menos mal, eu pelo menos não era cardíaca pra valer. Sem as aulas de educação física eu fiquei só no ciclismo, mas abusei. Perdi meu corpo e meu fôlego de atleta. Sem o ciclismo percebi que eu amava caminhar, bem mais do que pedalar e só fui jogando na lista de sonhos morar perto de algum lugar com uma área legal pra caminhar, eu sempre detestei academia, meu negócio é ao ar livre! Só que, eu preciso de um refúgio pra minha mente ansiosa, uma paz pra alma, um lugar pra onde fugir. De todos os lugares, o mar tem feito isso comigo, tem tratado de me acal(mar)  Eu sonhava com a hora de tirar esse desejo do papel e agora eu vou 


Ganhei de presente do meu pai um tênis de caminhada meixmo, estava na minha wishlist. Comprei minha roupa de musa fitness (haha) e estou pronta! Ainda não moro perto de um lugar legal para caminhar, pagarei minhas passagens para ir pra perto do mar, mas vou considerar um investimento em mim :) Vou parar de esperar o tal do momento certo e das condições favoráveis e ir!
Espero um dia poder correr também. Sonho em participar de maratonas de rua *-* Também espero
logo poder investir em um patins, soltar meu lado Sou Luna :P Por último, tentar alguma luta. Esse vai ficar pra depoi$, assim como o balé contemporâneo.
Eu vou trabalhar com o que tenho hoje e isso já me faz TÃO feliz! Não deveria ter parado os esportes, eles me motivam tanto! Eu sou alguém dos esportes, eu sou uma esportista e é muito bom lembrar disso!
Eu quero meu físico, meu fôlego e minha mente de esportista de volta! Era uma boa área de pertencimento pra mim, algo que eu amava e era realmente boa. Estou pronta. I''m back!

Com amor,
Layni 

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Resenha Comentada:Trilogia Legend-Marie Lu


 Caramba, vai ser difícil fazer minha primeira resenha comentada! A trilogia inteira é realmente bem cativante. Foi minha primeira trilogia e eu devorei ela em poquíssimos dias. Nem uma gripe bem forte me impediu de ler e lia até tarde, naquilo de só mais um capítulo, haha Ganhei essa trilogia no sorteio de aniversário do blog da Jaque e sabia que ia gostar, as leituras que a Jaque gostava eu costumava gostar também (inclusive senhorita Lima, lembra que nossa amizade começou nos altos papos sobre livro? <3). Essa é uma resenha comentada, apesar de eu ter mantido no básico, sem spoliers, há um resumo do que esperar de cada livro. Então talvez você possa não querer ler nem o mínimo das duas sequências. Nesse caso, leia apenas sobre o primeiro livro da trilogia. Eu avisei, heim?

LEGEND
255 páginas


O que no passado era Estados Unidos das Américas, hoje é a República, dividida em setores ricos ou pobres e em constante guerra com seus vizinhos, as Colônias. "Day", 15 anos, mora nos setores pobres, ele é a pessoa mais procurada da República. Veja bem, eu disse procurado, não perigoso, apesar de ser isso que a República espalha. Extremamente ágil, hábil e inteligente, nasceu nas favelas do setor Lake. Aprendeu nas ruas a sobreviver e ajudar a família. Mas as suas ações não são tão mal intencionadas quanto dizem... June Iparis, a menina prodígio, com 15 anos já é a pupila da República, tem um futuro brilhante prometido. Extremamente ágil, hábil e inteligente, tem se dedicado a estudar para servir à sua nação e é a mais nova aluna de sua turma.
Tão parecidos, o que determinou destinos tão diferentes? Seus caminhos podiam jamais terem se cruzado. Porém,quando o único irmão de June morre assassinado, ela se vê sozinha, sem família e com sede de justiça de quem é o principal e até então único suspeito: Day. Ele tenta desesperadamente garantir a sobrevivência de sua família, enquanto ela quer vingar a morte de seu irmão a qualquer preço. Em uma reviravolta incrível os dois descobrem em meio a uma caçada de rato e gato verdades escondidas sobre o que realmente colocou um no caminho do outro e sobre às quais o seu país recorre para proteger os seus segredos. Cheio de suspense, ação, segredos, reviravoltas e sem saber quem é o outro, surge um romance! Esse instigante livro leva sua mente ao limite de agilidade da primeira à última página! 


UAU! Nunca senti minha mente tão acerelada, passei dias com meus sentidos aguçados, detalhista por todos os mínimos detalhes que a June observa e nos apresenta nesse primeiro livro! Que personagem INCRÍVEL ela é! À princípio foi minha personagem preferida, mas não demorou muito para eu perceber que o Day era tão incrível quanto ela! Na verdade, são dois personagens bem particulares e bem semelhantes ao mesmo tempo. Fiquei fascinada como a autora construiu personagens tão maravilhosos! Mas que bom que a história não foca apenas nos protagonistas e têm núcleos e personagens com histórias e participação tão importantes quanto eles! Detesto quando parece que só os protagonista importam em um livro! Conhecemos a Tess, a "irmã mais nova do Day", a família do Day, o irmão mais velho da June, o melhor amigo dele, a capitã do batalhão da República, o primeiro Eleitor (uma espécie de presidente), etc... O livro intercala capítulos narrados pela June e pelo Day, assim lemos o ponto de vista dos dois ao longo que a história continua sem em nenhum momento ficar cansativo ou atrapalhar o entendimento por termos duas visões diferentes, muito pelo contrário. Achei lindos os detalhes como o desenho com o símbolo da República nos capítulos da June, por exemplo.